17 dezembro 2008

Força no mingau

Ontem foi dia de consulta no pediatra. O doutor recomendou, entre outras coisas, que reforçássemos as mamadeiras e aumentássemos o número de refeições sólidas. Ele indicou como elemento "engrossador" Mucilon de arroz ou milho, que é um mingau em pó que pode ser preparado instantâneamente. Ok, muito prático e palatável, o único problema, como a maioria das papinhas enlatadas e cereais matinais, é que é cheio de açúcar na fórmula.
Como sou teimosa e subversiva não vou comprar. Tudo bem, não digo que desta água não beberei, pode ser que eu recorra às papinhas prontas em alguma situação de pressa ou viagem. Mas não no dia-a-dia. Não como base da alimentação do meu filho. Por um simples motivo: nosso paladar é formado até os 3 anos de idade, então quanto menos açúcar ele comer agora, menos ele apreciará no futuro. Quero aproveitar que seu paladar ainda é virgem e apresentar os alimentos da forma mais natural possível: sem açúcar e sem sal.
Claro que não vou poder evitar que ele coma doces nas festinhas, na casa dos outros, ele vai querer experimentar... mas não sou eu quem vai viciá-lo.
O número de crianças obesas (e outras doenças relacionadas) está aumentando no Brasil, isso é muito triste, e tudo começa com o nenezinho que come Danoninho todos os dias. Mas o maior terror de todos é quando vejo uma mãe dando Coca-Cola na mamadeira... tenho vontade de mandar prender e cassar seu direito de ser mãe!!!

Não custa muito tempo nem muito dinheiro fazer um mingau saudável e saboroso. Tenho usado cada dia a farinha de diferentes cereais: milho, arroz, quinoa, amaranto, aveia, centeio...

Neste aí da foto foi fubá orgânico, água, figo seco e amêndoa ralada!

É muito importante deixar cozinhar bastante tempo, pelo menos 45 minutos, mas quanto mais tempo melhor, mais digerível para os bebês.

Outras opções de mingaus poderosos:
*quinoa em flocos, tâmara seca e semente de girassol moída.
*farinha de arroz integral, damasco seco e nozes moídas.
*farinha de aveia, maçã ralada e gergelim.
*amaranto em flocos, pêra ralada e castanha do pará raladinha.

Tenho até começado a fazer porções maiores, porque a mamãe aqui também curte um bocado!

7 comentários:

Javier B disse...

Haces bien, Karin. Cuanta menos contaminación, mejor. Veo que eres una especialista en comida sana...

Beijos

superior disse...

Some of the content is very worthy of my drawing, I like your information!
costume jewelry

carla disse...

Ola querida pode me ensinar a preparar esta receita: amaranto em flocos, pêra ralada e castanha do pará raladinha.
como vc faz?

obg
Carla

Karin disse...

Oi Carla, a receita é a mesma para todos os mingaus. Cozinhe o amaranto em flocos na agua ou no leite, até ficar na consistencia de um mingau ( mais ou menos umas 3 colheres de sopa cheias para um copo e meio de agua), no meio do cozimento acrescente a pera ralada. Cozinhe mais um pouco. Quando desligar o fogo, rale por cima do mingau 1 ou 2 castanhas do pará raladas no ralo fino do ralador. Para os maiorzinhos vc pode acrescentar canela em pó. Eles adoram!

11p. disse...

esta questao das crianças obesas e' mesmo preocupante, as crianças estao ficando obesas em todas as partes do mundo! estados unidos em particular, mas a italia, e a costa rica onde vivo tambem tem serios problemas. e' muito triste, eu vejo crianças super pequenas sainda so super com mega garrafas de coca-cola, doi ver.

Anônimo disse...

Como faço mingau de quinoa em flocos para meu filho que é autista de 5 anos,a quantidade de colheres, as vezes faço vitaminas pra ele e coloco uma colher de sopa mas disseram-me que é muito. Ele faz dieta sem gluten e sem caseina.
abraços
Alaiana

Karin disse...

Oi Alaiana, no caso do seu filho que segue uma dieta específica, é melhor consultar seu médico/nutricionista. Difícil indicar qualquer coisa sem conhecê-lo. Um abraço.